Brava Serena

Eduardo Krause

e-bookR$27,90

Capa Normal R$44,90

Finalista do Prêmio Minuano de Literatura
Finalista do Troféu Alcides Maya – Academia Rio-Grandense de Letras

Após ter sido obrigado a se aposentar pela empresa onde trabalhou a vida inteira, Roberto Bevilacqua decide deixar o Brasil e se mudar para a Itália. Assim, planeja viver seus últimos anos em Roma, acompanhado apenas de remédios e lembranças. Ele só não conta com um milagre televisivo e com uma amizade que, entre um vinho e outro, vai redefinir o seu modo de encarar a vida, o tempo e o amor.

“Brava Serena constrói pontes entre Brasil e Itália para tecer uma história arrebatadora. E recomenda-se abastecer a adega antes de iniciar a leitura.”
— Robertson Frizero

“Já havia gostado muito de Pasta senza vino, seu livro de estreia, mas Brava Serena, pelo ritmo de desenvolvimento e, sobretudo, pelo final tocante e inesperado, é simplesmente sensacional. Tem que ler!”
— Antônio Hohlfeldt

“Um romance singular e envolvente. Mediante construção estética admirável, Eduardo Krause – jovem e maduro – vai desvelando dia a dia o caminho do sofrimento humano.”
— Valesca de Assis

Eduardo Krause nasceu em 1980, em Porto Alegre. Publicitário formado pela UFRGS, em 2014 publicou seu primeiro romance: Pasta senza vino, história de amores e sabores ambientada em Florença, cidade onde morou por um ano. Brava Serena é o seu segundo romance, no qual retoma a temática ítalo-brasileira, prestando tributo a Roma e ao inesquecível Marcello Mastroianni.

Outros livros de Eduardo Krause

Título: Brava Serena
Autor: Eduardo Krause
Selo: Não Editora
ISBN: 9788561249656
Edição: 1
Ano de publicação: 2018
Páginas: 320
Peso: 350.0g
Dimensões: 140.0 x 210.0 x 20.0 mm

"Krause, felizmente, não é desses escritores que gostam de pirotecnias verbais e outros malabarismos desnecessários e chatos. Ele tem uma boa história para contar e sabe como, com linguagem que flui como água de rio" - Jornal do Comércio

"Um texto sobre as memórias que não nos deixam e sobre o grande antagonista de todas as trajetórias: o tempo." - Publishnews

"Krause coloca no campo de batalha do seu romance um dos duelos mais clássicos da literatura: eros e tânatos." - Alê Magalhães - Medium

Você também pode gostar de…